A psicoterapia deve ser procurada quando percebemos que algo não vai bem, seja pela presença de sintomas psíquicos/emocionais, na relação com outros ou com o desempenho em diferentes áreas da vida. Alguns exemplos são: depressão, ansiedade, medo, pânico, falta de interesse ou motivação, baixa autoestima, agressividade, consumo prejudicial de álcool ou drogas, entre outros, que por sua vez, podem afetar as relações afetivas, sexuais, profissionais, escolares ou sociais. Nas sessões de psicoterapia o psicólogo e o cliente trabalham juntos, no sentido de compreender as experiências relatadas e identificar novas e possíveis maneiras de lidar com o problema. Desta forma, recursos psíquicos são ativados para a resolução ou melhor enfrentamento das dificuldades. O embasamento teórico e técnico do profissional orientam o curso deste processo. O interesse de quem busca psicoterapia pode ser o de realizar este processo individualmente ou, quando percebe o envolvimento próximo de familiares no problema, em casal ou família. Algumas vezes, as pessoas buscam ajuda ou orientação para questões pontuais a serem enfrentadas, e em outras ocasiões, para um aprofundamento na sua própria história de vida e relações.

» Formada em Psicologia pela UFPR em 1992 com mestrado na PUC-SP (2001) e doutorado na UFSC (2011).
» Especializada em psicoterapia sistêmica, o que a credencia para o atendimento individual, familiar e de casal.
» Atuou durante 15 anos como psicóloga clínica no Hospital Erasto Gaertner, atendendo pacientes com câncer e seus familiares, durante o internamento hospitalar e em domicílio, onde coordenou o Serviço de Psicologia Clínica durante 10 anos.
» É professora universitária desde 2004, lecionando no curso de graduação e mestrado em Psicologia da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP).
» Atende em consultório particular desde 1993.
» Vem aperfeiçoando sua prática clínica por meio da participação em cursos e workshops.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CURRÍCULO LATTES »»»»